Aprender Inglês para trabalhar remoto – Parte 1

Quando eu comecei a trabalhar na área de Programação Web, a 13 anos atrás, eu percebi que existia um teto salarial muito visível na minha profissão para os profissionais que trabalham para empresas brasileiras, como referência eu sempre trabalhei com Desenvolvimento de Sites na Plataforma WordPress.

Aos 15 anos eu tinha pouco mais de 2 anos de experiência fazendo trabalhos de freelance para pequenas empresas aqui no Brasil eu percebi que o trabalho de desenvolvimento de sites exigia muito trabalho de formiguinha para quem trabalha de forma independente, pois apenas as Agências conseguem pegar os clientes que realmente se preocupam com mais qualidade e tem dinheiro para pagar.

Visto essas variáveis eu sempre tive em mente que eu gostaria de trabalhar para uma empresa fora do Brasil algum dia, e para poder fazer isso com tranquilidade eu precisaria colocar um conhecimento específico em meu arsenal que não é exatamente técnico, aprender inglês de forma proficiente.

A grande maioria das pessoas que eu conheço aqui no Brasil que fala que é proficiente em inglês não entende o que isso realmente significa, e por muito tempo eu achava que tinha esse nível de conhecimento do idioma e não tinha, então se você se terminou o seu curso de inglês e acha que não tem mais nada para aprender, prepare-se para entender o porque só isso não é o suficiente.

Vou passar algumas das coisas que eu acho que mudaram minha perspectiva sobre o idioma, com reproduzir alguns passos e outros que foram sorte de certa forma.

Cursos de Inglês

Quando você sai do curso de qualquer idioma seu conhecimento é o suficiente para se comunicar, e possivelmente ensinar outras pessoas a se comunicar no idioma, mas não existe curso de inglês que te ensine tudo que você precisa, para conseguir trabalhar de forma confortável em outro idioma, o curso é apenas uma das etapas, que muitas pessoas até optam por não fazer.

Eu por exemplo fiz a Cultura Inglesa por alguns anos, que não é a rota que eu recomendaria grande maioria das pessoas, pois exige um investimento de dinheiro alto devido a duração do curso que fiz, quase 6 anos.

Hoje em dia existem cursos muito mais rápidos que vão passar muito menos dos detalhes técnicos do idioma e vão focar muito mais na escrita e conversação, pois no mercado de trabalho ninguém vai te cobrar exatamente tempos verbais ou como montar uma frase de uma forma extremamente específica.

Apesar de tudo hoje vejo que se tivesse feito esse curso mais longo eu não teria me adaptado tão rápido a outra situações que vamos cobrir mais para frente nessa série de posts que eu quero fazer, não acho que um curso com mais de 2 anos para inglês seja necessário de verdade.

Escolha um curso curto e se possível com foco na área profissional que você pretende atuar no futuro, se você ainda é muito jovem faça algo que dê o básico para conseguir ter as próximas etapas.

Eu acho que cursos Online em formato de jogos, como o Duolingo, são uma ótima alternativa para caso você não tenha o dinheiro para investir em um curso de 18 meses por exemplo, mas o mais importante dessa opção é que você vai ter que se dedicar muito durante o uso dessa opção, porque você está em desvantagem, pois aprender de um professor e com companheiro(a)s de aprendizado sempre será um método mais eficaz.

Filmes, Séries, Músicas e Jogos

Todo está exposto constantemente a conteúdo produzido originalmente em Inglês pela nossa cultura ter muito vindo dos Estados Unidos, então aproveite que você agora já tem um conhecimento básico de inglês vindo do seu curso e comece a tentar ver as séries com legendas em inglês, preste atenção nas letras das músicas que você gosta e faça as traduções para entender o que os seus cantores e cantoras preferidos estão falando nas músicas.

No meu caso, eu nunca fui muito de prestar atenção em músicas, mas sempre tive meu computador, celular e jogos em inglês como uma forma de estar sempre treinando o idioma.

A parte mais importante para mim foi a constante tentativa de ver séries e filmes com a legenda em inglês, e eventualmente sem legenda.

Filmes e séries são ótimos porque normalmente a fala dos atores está sempre bem limpinha e com ótima dicção, o que vai te facilitar muito pegar entender o idioma mais rápido sem ter muito tempo para pensar antes do próximo diálogo, no começo vai ser um esforço e eu vou dizer usar o Fone de ouvido ajuda muito a fazer o diálogo ficar muito mais claro.

Jogos são uma ótima forma iterativa de começar a se comunicar usando o inglês, opte por jogos onde você vai ter que ler e prestar atenção na história para completar o jogo, pois vai te forçar a realmente entender o contexto do que você está vendo e lendo, o que é algo super importante para o futuro.

Continuando a aprender Inglês

Eu quero fazer mais alguns artigos sobre como eu aprendi o inglês que me permite trabalhar para fora do Brasil e ter um casamento com a Erica que tem o seu idioma nativo o Inglês, ela sabe falar português, mas por conveniência em casa falamos Inglês, o que facilita muito a minha e a vida dela.

Minha intenção e tentar explicar para quem estiver lendo quais são as etapas uma pessoa deve tomar para realmente não se preocupar mais com o idioma sendo uma barreira, porque muitas vezes escuto pessoas me perguntando se não me cansa falar com a Erica em inglês o tempo todo ou como que eu aprendi a falar.

Fique ligado nos próximos posts aqui no blog que eu vou continuar escrevendo sobre o assunto, pois já está ficando longo e tem muito mais o que falar e comentar sobre dicas além do básico que a grande maioria das pessoas falas e eu não poderia deixar de comentar para começar a série de posts.

 

Leave a Reply